Versão para impressão

Os termos aqui relacionados, são apenas alguns dos mais usuais.



Navegar usando este índice

Especial | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

A

Abertura da raiz (root opening)

mínima distância que separa os componentes a serem unidos por soldagem ou processos afins.

Alma do eletrodo (core electrode)

Núcleo metálico de um eletrodo revestido, cuja seção transversal apresenta uma forma circular maciça .

Â

Ângulo de deslocamento ou de inclinação de inclinação do eletrodo (travel angle)

ângulo formado entre o eixo do eletrodo e uma linha referencia perpendicular ao eixo da solda.

Ângulo de trabalho (work angle)

ângulo que um eletrodo faz com uma linha de referência, posicionada perpendiculamente à superfície da chapa, passando pelo centro do chanfro, localizada em um plano perpendicular ao eixo da solda.

Ângulo do bisel (bevel angle)

Ângulo formado entre a borda preparada do componente e um plano perpendicular à superfície do componente.

Ângulo do chanfro (groove angle)

ângulo integral entre as bordas preparadas dos componentes.

A

Arame

ver definição de eletrodo Nu.

Arame tubular

ver definição de Eletrodo Tubular.

Atmosfera protetora (protective atmosphere)

envoltório de gás que circunda a parte a ser soldada ou brazada, sendo o gás de composição controlada com relação à sua composição química, ponto de orvalho, pressão, vazão, etc. Como exemplo temos: gases inertes, gases  ativos, vácuo, etc.

Atmosfera redutora (reducing atmosphere)

atmosfera protetora quimicamente ativa que, a  temperaturas elevadas, reduz óxidos de metais ao seu estado metálico.